URI | Câmpus Santiago - Comitê de Ética em Pesquisa - CEP

Comitê de Ética em Pesquisa - CEP

02/10/2018 10h04min

Papel do CEP

O CEP exerce um papel consultivo e, em especial, papel educativo para assegurar a formação continuada dos pesquisadores da instituição e promover a discussão dos aspectos éticos das pesquisas em seres humanos e animais na comunidade.

Contribuição para a Instituição: Conforme Manual dos CEPs/URI

- Contribui para a qualidade das pesquisas e discussão do papel da pesquisa no desenvolvimento institucional e no desenvolvimento social da comunidade.
- Contribui para a valorização do pesquisador que recebe o reconhecimento de que a sua proposta é eticamente adequada.

- Contribui para o processo educativo dos pesquisadores, da instituição e dos próprios membros do Comitê.

 Segundo a Resolução 466 de 12 de dezembro de 2012, o SISTEMA CEP/CONEP é integrado pela Comissão Nacional de Ética em Pesquisa - CONEP/CNS/MS do Conselho Nacional de Saúde e pelos Comitês de Ética em Pesquisa – CEP - compondo um sistema que utiliza mecanismos, ferramentas e instrumentos próprios de inter-relação, num trabalho cooperativo que visa, especialmente, à proteção dos participantes de pesquisa do Brasil, de forma coordenada e descentralizada por meio de um processo de acreditação. Com isso:

VII.1 - Pesquisas envolvendo seres humanos devem ser submetidas à apreciação do Sistema CEP/CONEP, que, ao analisar e decidir, se torna corresponsável por garantir a proteção dos participantes.

VII.2 - Os CEP são colegiados interdisciplinares e independentes, de relevância pública, de caráter consultivo, deliberativo e educativo, criados para defender os interesses dos participantes da pesquisa em sua integridade e dignidade e para contribuir no desenvolvimento da pesquisa dentro de padrões éticos:

VII.2.1 - as instituições e/ou organizações nas quais se realizem pesquisas envolvendo seres humanos podem constituir um ou mais de um Comitê de Ética em Pesquisa – CEP, conforme suas necessidades e atendendo aos critérios normativos; e

VII.2.2 - na inexistência de um CEP na instituição proponente ou em caso de pesquisador sem vínculo institucional, caberá à CONEP a indicação de um CEP para proceder à análise da pesquisa dentre aqueles que apresentem melhores condições para monitorá-la.

VII.3 - A CONEP é uma instância colegiada, de natureza consultiva, deliberativa, normativa, educativa e independente, vinculada ao Conselho Nacional de Saúde/MS.

VII.4 - A revisão ética dos projetos de pesquisa envolvendo seres humanos deverá ser associada à sua análise científica.

VII.5 - Os membros integrantes do Sistema CEP/CONEP deverão ter, no exercício de suas funções, total independência na tomada das decisões, mantendo em caráter estritamente confidencial, as informações conhecidas. Desse modo, não podem sofrer qualquer tipo de pressão por parte de superiores hierárquicos ou pelos interessados em determinada pesquisa. Devem isentar-se da tomada de decisões quando envolvidos na pesquisa em análise.

VII.6 - Os membros dos CEP e da CONEP não poderão ser remunerados no desempenho de sua tarefa, podendo, apenas, receber ressarcimento de despesas efetuadas com transporte, hospedagem e alimentação, sendo imprescindível que sejam dispensados, nos horários de seu trabalho nos CEP, ou na CONEP, de outras obrigações nas instituições e/ou organizações às quais prestam serviço, dado o caráter de relevância pública da função.
Para a Resolução 466/12 as atribuições dos COMITÊS DE ÉTICA EM PESQUISA (CEP) são:

VIII.1 - avaliar protocolos de pesquisa envolvendo seres humanos, com prioridade nos temas de relevância pública e de interesse estratégico da agenda de prioridades do SUS, com base nos indicadores epidemiológicos, emitindo parecer, devidamente justificado, sempre orientado, dentre outros, pelos princípios da impessoalidade, transparência, razoabilidade, proporcionalidade e eficiência, dentro dos prazos estabelecidos em norma operacional, evitando redundâncias que resultem em morosidade na análise;

VIII.2 - desempenhar papel consultivo e educativo em questões de ética; e

VIII.3 - elaborar seu Regimento Interno.

 

Membros do Comitê de Ética | Gestão 2016 - 2018

SANDRA OST RODRIGUES - Coordenadora

PEDRO JOSE PACHECO - Vice Coordenador

ADRIANE DAMIAN PEREIRA

ANGELA BORTOLI JAHN

CRISTIANE SEVERO

DIRCEU LUIS ALBERTI   

MARCOS VINICIOS MACHADO MACHADO 

MANUELA BORGES SANGOI

RAQUEL BRONDÍSIA PANIZZI FERNANDES

ROSANE DE FATIMA BONOTTO - Representante da comunidade

ALINE RAMOS CARLOSSO (Secretária)

Contato: (55) 3251-3151 ramal: 229 ou comite@urisantiago.br

Galeria de arquivos


Postagens Relacionados

III JIURI faz entrega de troféus aos vencedores

18/10/2018 19h29min

Divulgado horário e local da prova de Proficiência em Língua Inglesa

18/10/2018 14h35min

Curso de Pós-Graduação em Psicologia do Trânsito

18/10/2018 13h21min

Curso Noções Básicas de Primeiros Socorros

17/10/2018 18h40min

URI-Santiago na Feira de Bons Negócios

17/10/2018 16h20min

Reedição do Curso Manejo Racional da Abelha Jataí e Técnicas de Multiplicação de Enxames já tem data e local para realização

16/10/2018 20h28min



Cursos

Acesso rápido

Inscrições online





Avenida Batista Bonoto Sobrinho, 733
Santiago/RS - 97700-000
Fones: 0xx55 3251-3151 / 3251-3157


2018 Núcleo de Tecnologia da Informação - URI Câmpus Santiago